Valdir Coelho

Valdir Coelho, oficial do exército, comandante do DOI-Codi, participou da criação da Operação Bandeirante (Oban), em São Paulo, e chefiou-a entre 1969 e 1970. Também esteve no comando do 2º Batalhão de Engenharia de Combate (BEC) em Pindamonhangaba, no interior de São Paulo.

Participou da prisão e morte do ex-militante da Ação Libertadora Nacional (ALN), Virgílio Gomes da Silva, entre outras pessoas, integrante do grupo que sequestrou o embaixador dos Estados Unidos Charles Elbrick.

Segundo depoimento à imprensa de Marival Dias Chaves do Canto, ex-sargento das Forças Armadas que denunciou abusos cometidos durante a ditadura à Comissão Nacional da Verdade (CNV), Valdir Coelho também participou, no DOI-Codi, do treinamento de agentes de outros países da América Latina para a Operação Condor, cujo objetivo era identificar militantes políticos foragidos no exterior. De acordo com informações divulgadas em jornais no ano de 2000, ele teria morrido de infarto fulminante ainda durante o período de ditadura.

Links

Biografias
da
ditadura