Fundamentada em endividamento externo e dependência tecnológica, a economia brasileira registra crescimento do PIB de 14%, o maior já visto. O choque do petróleo só seria sentido efetivamente nos anos seguintes.

dividaex1