Voltar Para o Mapa

Glória Flügel – o julgamento

O julgamento militar

No tribunal pequeno tinham pelo menos dez militares graduados e paramentados. No meio, o Juiz o único civil e o único que gargalhou quando o Promotor disse: “Não existe tortura no Brasil.”

Réus e seus poucos advogados e familiares na plateia. E o medo da condenação.

Lá fora, lotado de gente amiga. A única estratégia que tínhamos era levar o maior número de pessoas ao julgamento. Mesmo estando proibido para civis. Eu mesma pedi apoio na empresa estatal que trabalhava. Mesmo com o risco de perder o emprego, um grande número de funcionários se espalhou na frente do quartel. Atos de resistência e solidariedade.

E o silêncio infame da Imprensa.

Meus amigos foram absolvidos.

Mapa

Glória Flügel – o julgamento