Massacres (2. Violências contra os indígenas durante a ditadura )

Entre tantas megaobras que provocaram tragédias, a construção da BR – 174, de Manaus para Boa Vista, entre os anos de 1967 e 1977, gerou um dos mais terríveis massacres do período ditatorial no Brasil. A resistência indígena na terra Waimiri-Atroari contra a construção da rodovia foi reprimida com dinamites, serras elétricas, revólveres, metralhadoras e até armas químicas. Em consequência dos ataques comandados pelos militares, teriam sido mortos mais de dois mil indígenas do povo Kinã. Além disso, mais de 30 aldeias dos povos Yawará e WaiWai foram dizimadas.

Skip to content