pesquisas recentes

Destacam-se “Mapa da Violência: a anatomia dos homicídios no Brasil” (2011), que pela primeira vez trouxe um recorte de gênero e raça nos dados sobre homicídios no Brasil; “Mapa da Violência: a cor dos homicídios no Brasil” (2012); “Mapa da Violência. Os jovens do Brasil” (2011 e 2014); “Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência” (2012); “Vidas Perdidas e o Racismo no Brasil” (2013); “Segurança Pública e Relações Raciais no Brasil: a filtragem racial na seleção policial de suspeitos” (2014); “Segurança Pública e Desigualdade Racial: letalidade policial e prisões em flagrante no estado de São Paulo” (2014); “Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência e desigualdade racial” (2014); Anuários de Segurança Pública do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Skip to content