Luiz Inácio Lula da Silva

Metalúrgico e líder sindical, foi presidente da República por dois mandatos consecutivos, entre 2003 e 2010. Nascido numa região pobre do Nordeste, com muitas carências materiais, aos sete anos migrou junto com a família para São Paulo. Foi engraxate, ajudante de tintureiro e office boy. Posteriormente, entrou para a área metalúrgica na Fábrica de Parafusos Marte.

Já formado torneiro mecânico pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), trabalhou nas Indústrias Villares, no ABC paulista, onde começou a participar do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo e Diadema. Estimulado por seu irmão, José Ferreira da Silva, o Frei Chico, Lula foi eleito em 1969 como suplente da diretoria da entidade. Seis anos mais tarde, após ganhar grande destaque por sua atuação, elegeu-se presidente.

Ganhou projeção nacional em 1977, ao liderar uma reivindicação de reposição salarial. Reeleito presidente do sindicato no ano seguinte, passou a comandar as negociações e greves que começaram a estourar em grande escala, movimentos de massa que contribuíram para o desgaste e o fim da ditadura militar. Em 1980, o sindicato sofreu intervenção do regime e Lula foi detido por 31 dias no Departamento de Ordem Polícia e Social (Dops), com base na Lei de Segurança Nacional. Durante o período em que ficou preso, recebeu a triste notícia de que sua mãe havia falecido. Foi autorizado a sair para acompanhar o funeral.

Em 10 de fevereiro de 1980, Lula ajudou a fundar o Partido dos Trabalhadores (PT), que representava a união de centenas de milhares de pessoas ligadas aos movimentos sindicais, comunidades eclesiais de base da igreja católica, grupos de esquerda e intelectuais.

Em 1984, Lula participou, como uma das principais lideranças, da campanha das Diretas Já para a presidência da República. Em 1986, mesmo sem possuir curso superior, foi eleito o deputado mais votado do país, para a Assembleia Constituinte. Após três tentativas, Lula foi eleito presidente da República para o período de 2003 a 2006 e reeleito para o segundo mandato, de 2007 a 2010. Na área social, suas duas gestões ficaram marcadas pela ênfase em programas como o Fome Zero e o Bolsa Família, crescimento da oferta de empregos e o aumento expressivo do salário mínimo, medidas que contribuíram para o decréscimo dos índices de miséria.

Em 2010, Lula apoiou a candidatura de Dilma Rousseff, que foi ministra de Minas e Energia e depois ministra da Casa Civil durante seus dois mandatos. Desde fevereiro de 2011, Luiz Inácio Lula da Silva é presidente honorário do PT pela segunda vez. Em outubro do mesmo ano, foi diagnosticado com câncer de laringe. Após tratamento, segue em atividade política.

Links

frases

  • “A conquista de nossa democracia foi fruto de intensa luta de grande parte de nossa sociedade. Essa luta permite que o povo hoje tenha o poder de escolher livremente seus representantes. Trabalhadores, mulheres, todos os segmentos sociais podem chegar ao poder, pois têm o pleno direito de expressão e manifestação. Apenas em uma democracia o povo pode ir às ruas reivindicar seus direitos, pois a democracia não é nenhum pacto de silêncio, é a sociedade em movimento buscando novas conquistas.”

    “[É importante] lembrar nosso passado, lamentar o período sombrio pelo qual passamos. Mas, sobretudo, lutar a cada dia para ampliar nossa democracia, incluindo cada vez mais gente e fazendo com que nosso sistema político represente cada vez melhor o povo brasileiro.”

    “Este país será o que queremos se conseguirmos garantir a democracia”. Lula sobre o golpe militar.

Biografias
da
resistência