Batismo de sangue

São Paulo, fim dos anos 1960. O convento dos frades dominicanos se torna uma trincheira de resistência à ditadura militar que governa o Brasil. Movidos por ideais cristãos, os freis Tito (Caio Blat), Betto (Daniel de Oliveira), Oswaldo (Ângelo Antônio), Fernando (Léo Quintão) e Ivo (Odilon Esteves) passam a apoiar o grupo guerrilheiro Ação Libertadora Nacional (ALN), comandado por Carlos Marighella (Marku Ribas). Eles logo começam a ser vigiados pela polícia e posteriormente são presos, passando por terríveis torturas. Baseado no livro homônimo de autoria de Frei Betto, que ganhou o prêmio Jabuti em 1983.

Skip to content