Caparaó

Após o golpe de 1964, a guerrilha do Caparaó foi a primeira tentativa de luta armada organizada contra a ditadura civil-militar implementada no Brasil. O movimento foi patrocinado por Fidel Castro e organizado por Leonel Brizola, durante seu exílio no Uruguai. Para reprimir o movimento, o governo usou cerca de 4 mil homens do Exército, Aeronáutica e das polícias de Minas Gerais e do Espírito Santo, numa das maiores operações militares realizadas no país até hoje.

Skip to content