Os programas populares de auditório: Chacrinha, Silvio Santos e Flávio Cavalcanti

Esses programas, que a princípio eram regionais, tiveram um crescimento durante o regime militar e passaram a ser retransmitidos em rede nacional. Os apresentadores ocupavam um papel importante no entretenimento televisivo. Para se ter uma ideia dessa abrangência, o programa Silvio Santos, por exemplo, chegou a ter oito horas de duração, em 1968, e pico de 40,4% de audiência, em 1969, equiparando-se à transmissão da chegada do homem à Lua, que teve 41,4%. Os apresentadores eram vigiados de perto pelos censores e raramente temas políticos entravam em cena.

Skip to content