Marques Rebelo

Edi Dias da Cruz foi jornalista, contista, cronista, novelista e romancista. Nasceu no Rio de Janeiro em 1907 e faleceu em 1973. A partir dos anos 1920 começou a se dedicar ao jornalismo e à literatura, publicando poemas para várias revistas modernistas. Na década de 1930, deixou a poesia para se concentrar na ficção e adotou o pseudônimo de Marques Rebelo. Seu grande êxito aconteceu em 1939, quando publicou “A estrela sobe”. Integrante da geração que fez o Romance de 30, Rebelo publicou, em 1967, “O simples Coronel Madureira”, em que o personagem-título é o representante metafórico da inércia e da ineficiência do regime militar, um militar voluntarista, levado ao sabor dos acontecimentos.

Bibliografia:

REBELO, Marques. O simples Coronel Madureira. Editora Nova Fronteira, 2003.
SANTIAGO, Silviano. “Repressão e censura no campo das artes na década de 70”. In:
Vale quanto pesa. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 1982.