Ponto de Partida

Ponto de Partida (1976), de Gianfrancesco Guarnieri. Direção de Fernando Peixoto. Com Gianfrancesco Guarnieri, Martha Overbeck, Othon Bastos, Sérgio Ricardo e Sônia Loureiro.

Estreou em setembro de 1976, no Teatro de Arte Israelita Brasileiro. Na peça, Guarnieri volta à alegoria, depois de Um Grito Parado no Ar. Numa hipotética aldeia medieval, um poeta e humanista amanhece morto, misteriosamente enforcado na praça. Na peça, a hipocrisia prevalece, garantindo a impunidade dos assassinos. Tratava-se de uma parábola criada com o intuito de aludir à morte do jornalista Vladimir Herzog, no ano anterior. O espetáculo tem música de Sérgio Ricardo. Guarnieri arrebata os prêmios Molière, Governador do Estado, Mambembe e APCA de melhor texto.

Gianfrancesco Guarnieri em "Ponto de Partida"
Gianfrancesco Guarnieri em “Ponto de Partida”