Oduvaldo Vianna Filho

Oduvaldo Vianna Filho (Rio de Janeiro, 1936-1974). Ator e dramaturgo, Oduvaldo Vianna Filho, o Vianninha, foi ator do Teatro Brasileiro dos Estudantes, esteve entre os fundadores do Centro Popular de Cultura da UNE, o CPC, e participou de grupos como o Teatro de Arena e o Opinião. Sua escrita teatral retratava a realidade brasileira, vista da perspectiva do homem simples.

É autor de peças como Chapetuba Futebol Clube (1959) e Rasga Coração, escrita em 1972 e proibida pela censura. Oduvaldo Vianna Filho foi um dos autores do espetáculo Opinião (1964), símbolo da primeira resistência da classe artística ao golpe militar, e escreveu, ao lado de Ferreira Gullar, Se Correr o Bicho Pega, Se Ficar o Bicho Come (1966). Resultado dos debates internos do Grupo Opinião, herdeiro do CPC, a montagem levava à cena o impasse entre a vontade de ser e o ser real, recorrendo a elementos da literatura popular.

No período de maior repressão política, Vianninha se afastou do teatro popular e começou a escrever peças em que o protagonista de classe média – um jornalista, como em A Longa Noite de Cristal, ou um publicitário, como em Corpo a Corpo – se vê encurralado pela situação social. Vianninha também escreveu para a televisão, sendo um dos criadores da série popular “A Grande Família”, em 1973.