Rubem Fonseca

José Rubem Fonseca nasceu em Juiz de Fora, Minas Gerais, em 1925. Antes de se dedicar à literatura, atuou como advogado e policial. Nessa fase, ao longo da década de 1950, coletou insumos para seus romances e contos que retratam a vida na metrópole em meio a violência, solidão, romance, cenas do cotidiano e fatos históricos. Seu conto “O Cobrador” traz um personagem sem nome, excluído socialmente, que tenta resolver sua situação com base na violência extrema, mostrando assim as contradições da sociedade brasileira dos anos 1970. Concorrendo ao Prêmio Status de Literatura Brasileira, em 1978, o conto foi vetado pela censura, merecendo a seguinte nota da revista:

Você deveria estar lendo agora O Cobrador, um conto de Rubem Fonseca, que concorreu com o pseudônimo de Joaquim Araújo e que, por unanimidade de votos da Comissão Julgadora, recebeu o Prêmio Status de Literatura Brasileira 1978, um prêmio de Cr$ 150.000,00 maior do Brasil e de toda a América Latina. Infelizmente, motivos alheios à decisão do Júri e à vontade da redação de Status impedem que o público tome conhecimento do texto premiado de um dos maiores escritores brasileiros.

Bibliografia:

AQUINO, Maria Aparecida. Censura, imprensa, estado autoritário (1968-1978). Bauru: Edusc, 1999.
FONSECA, Rubem. Agosto.  São Paulo: Companhia das Letras, 1990.
FONSECA, Rubem. O Cobrador. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1979.
SILVA, Deonísio da. Rubem Fonseca: Proibido e consagrado. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1996.